Personal Space Invader – Sugar Ray (03/30)

Você deve se lembrar de Sugar Ray pelas músicas Fly e Every Morning, as mais famosas deles. Uma banda dos anos 90 meio “one-hit wonder”. Em 2008 comecei um curso de ilustração na Academia Quanta de Artes, que ficava numa travessa da Avenida Angélica. Eu trabalhava numa empresa na qual exigia de mim, além de ser um designer, também pudesse desenvolver peças artísticas, com goauche, aquarela e nanquim, pois estava surgindo muitos jobs que exigiam um layout mais artístico. Eles me indicaram a Quanta para fazer os cursos lá. Era duas vezes por semana e me diverti muito lá, o povo da minha sala era bem criativo e engraçado. Era uma terapia: desenhar e rir. Mas por que estou contando tudo isso? A empresa para qual eu estava trabalhando fechou, e eu me vi numa situação de ou continuar o curso, ou cancelar. Preferi continuar, mas na época eu estava desempregado.

Nessa época eu passava o dia mandando curriculo, criando artes próprias para o portfolio e passeava pela cidade. Nos dias de curso, eu saía um pouco mais cedo de casa e ia explorar a região… Meu foco eram museus e sebos (acho que é até hoje rs). Nos sebos eu procurava gibis e dvds e num dos sebos da Rua da Consolação estavam com uma promoção: 3 cds por 10 reais. Comprei Filter, um de metalcore e o 14:59 do Sugar Ray. Eu amei esse último, ouvia sem parar. Me identifiquei com Personal Space Invaders, pela pegada mais rock. Ficava imaginando até como seria o clipe (que nunca existiu).

A banda Sugar Ray surgiu no final dos anos 80, lançando albuns nos anos 90 com uma pegada meio Rock e Punk Rock. Somente no album “Floored”, com a música Fly, eles começaram a ser conhecidos internacionalmente. O album seguinte, o excelente e adquirido no sebo “14:59” foi um marco pra sua carreira. Eles abandonaram o estilo Rock, mas adotaram o Beach Rock (um rockzinho agitado que te dá vontade de surfar usando turbina no final da prancha hahaha). Singles como Every Morning e Someday surgiram aí. Infelizmente eles não conseguiram manter o sucesso ao longo dos anos. É uma pena. Eles faziam belos clipes, adoro o Mean Machine e Falls Apart. Tem uma pegada meio Offspring com Green Day, bem legal, meio que da mesma época também. Retomaram as atividades em 2009, com um album novo, mas sabe quando você ouve e nenhuma faixa lhe chama a atenção…? É melhor ouvir os albums dos anos 90 mesmo rs.

No fim, acabei concluindo o curso, a Quanta se moveu para outra região, na Ana Rosa, e eu comecei a caminhar por lá, achei uma loja de brinquedos antigos incrível, serviu de base para meu TCC em brinquedos dos Anos 80 (que vou contar em outro post). Sempre que tô numa pegada mais “preciso ir pra praia!” e não consigo, eu coloco uns Sugar Ray pra tocar e passa! ahahaha Brincadeirinha.

 

Sometimes I just want to be left alone
move your big head
it’s my way go and get your own
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
all my friends can’t relate
no time off to hesitate
feel my head touch my face
two steps back you’re in my space
you want more
impossible to satiate
got the high score
forgot to put the letter H
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t know about the things you know
about the things I know about the things you do
all my friends can’t relate
no time off to hesitate
feel my head touch my face
two steps back you’re in my space
and now let’s think of how we met
all the illegal pictures on the net
remember how we taught you well
and that your playground is the gates of hell
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
all my friends can’t relate
no time off to hesitate
feel my head touch my face
two steps back you’re in my space
will you see
touching me
can you see!
I don’t know about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t care about the things you do
I don’t care about I don’t care about
all my friends can’t relate
no time off to hesitate
feel my head touch my face
two steps back you’re in my space
personal space invader
personal space invader
strange how you find out later
personal space invader

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.