Golden Skans – Klaxons (12/30)

No post de hoje, vou contar um pouco sobre uma banda que ouço muito até hoje. O ano era 2006 e eu fazia faculdade à noite e estágio numa agência de design, a Rex Design. Eu comecei a ter uma vida mais agitada e social nessa época, indo pra baladas e festinhas. Fiz amigos incríveis nesse período, na qual sou ligado até hoje.

Eu lembro que cada estagiario tinha a sua vez pra colocar suas músicas no som da sala de mock-up (sim, fazíamos mock-up pra Omo, Close-Up, Fofo, Lux, Comfort, entre outras marcas, era incrível, eu adorava!). O pessoal colocava Garbage, David Bowie, Los Hermanos, The Killers e até um dos meus chefes vinha colocar The Strokes. Era um momento pra conhecer outros artistas, eu apreciava muito isso.

Teve uma tarde específica, que li num daqueles jornaizinhos, que distribuem em farol, que surgiu uma banda inglesa que tocava músicas new wave baseadas nos filmes de Harry Potter. Eu não gostava muito dessa série, mas decidi conferir por ser diferente e divertido. A banda se chamava Klaxons, e apreciei cada faixa do album Myths of the Near Future. Sabe aquele esquema de “minha banda preferida”, mas era apenas a banda do momento? Do seu momento? No final descobri que não tinha nada a ver com Harry Potter e sim com uma mitologia própria de mundo fantástico e extraterreno. Me identifiquei MUITO com essa banda, por ter uma mistura de elementos eletrônicos com outros que não sei identificar até hoje! Eu sempre colocava pra tocar na minha vez na sala durante o estágio.

Klaxons é uma banda britânica de indie rock, é uma das bandas-fenômenos da cena atual de bandas independentes. Curiosamente, de uma brincadeira feita pelos seus integrantes, seu estilo sonoro se intitulou “new rave”. Causaram bastante na mídia em 2007, quando sua música single “Gravity’s Rainbow” tocava em tudo que é festival, premiação e rádio londrina. Eu não sei muito bem explicar o estilo da banda. Eles são considerados “acid-rave sci-fi punk-funk” ou “Psychedelic / Progressive / Pop”. Essa brincadeira “New Rave”, permite que seja um estilo único, daquelas músicas eletrônicas e bateria de rock pesado, mas alguém está ali sacudindo um canudinho neon pra acompanhar o ritmo da música. Em 2010 lançaram o segundo album, na mesma pegada do segundo, com temas bizarros, como viagens para vênus e metaformofes. Em 2014, lançaram o terceiro album “Love Frequency”, que já estou me acabando de ouvir no iphone/ipod/itunes.

Eles tem um sentimento nostálgico e futurista, seria uma bela trilha sonora para o novo filme do Mad Max, por exemplo. Os integrantes são bem sem-noção, postam um monte de coisa sem sentido nenhum no Instagram oficial da banda. Marcaram muito minha vida em 2007, esse período de estágio numa empresa bem legal e tentando terminar a faculdade à noite. Tenho um carinho muito especial por essa banda. Foi difícil escolher uma música, mas trago para o Top 30 a faixa Golden Skans, que tem um clipe bem futurista e bem carnavalesco, com os integrantes voando em camera lenta e destruindo barras de vidro.

Light touch my hands, in a dream of Golden Skans, from now on
You can forget our future plans
Night touch my hands with the turning Golden Skans,
From the night and the light, all plans are golden in your hands

Set sail from sense, bring all her young
Set sail from where we once begun
While we wait, while we wait

A hall of records, or numbers, or spaces still undone
Ruins, or relics, disciples and the young
Ruins, or relics, disciples and the young

Light touch my hands, in a dream of Golden Skans, from now on
You can forget our future plans
Night touch my hands with the turning Golden Skans,
From the night and the light, all plans are golden in your hands
We sailed from sense, brought all our young
We sailed from where we once begun
While we wait, while we wait
A hall of records, or numbers, or spaces still undone
Ruins, or relics, disciples and the young.
Ruins, or relics, disciples and the young
Light touch my hands, in a dream of Golden Skans, from now on
You can forget our future plans
Night touch my hands with the turning Golden Skans,
From the night and the light, all plans are golden in your hands
From the night and the light, all plans are golden in your hands

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.