C’est Bientôt La Fin – Mozart l’Opera Rock (14/30)

Como designer gráfico, já trabalhava há 4 anos sem férias e consegui tirar as merecidas em 2011. Decidi ir pra Europa, quando o euro não estava tão caro, escolhi os países Itália, Suiça, Alemanha e França para passear, gastar uma graninha com Lemoncello, Bruscheta, Vinho da Casa, Museus, etc

Fiquei uma semana sozinho em Paris, explorando a cidade, sabe daquelas viagens que você sai de manhã e volta quase de madrugada, com as pernas fraquejando de tanto andar? Fiquei num hotel bem em conta na Bastilha, perto do centro da cidade. Lembro que foi uma viagem de auto-conhecimento. Viajando sozinho, você administra melhor o seu próprio tempo. Pode explorar todas as áreas do museu no seu próprio timing. Mas é chato também, pois não tinha com quem comentar (eu não falo francês e tive que fazer umas mímicas na Alemanha hahaha, mas ok).

Logo pela manhã, assim que acordava e antes de tomar café da manhã, eu ligava a TV do hotel num canal de música, que tinha um programa que passavam clipes sem nenhum intervalo, eu ligava bem alto, tomava um banho, arrumava as coisas e partia. Como uma pessoa sistemática e metódica (que devo ser), eu repetia este processo todo dia. E comecei a reparar que tocavam sempre as mesmas músicas. No quarto dia eu já sabia até cantar os pops franceses que tocavam no mesmo horário, como por exemplo o artista Mickael Miro. Tinha muita musica hip-hop, mas diferente do estilo americano, era mais feliz, mais vivo, com uma pegada africana bem forte e sem palavrão toda hora. A banda Magic System pode traduzir melhor esse estilo.

Uma das músicas que gostei, foi uma cantora negra chamada Imany, detentora de voz impecável e limpa, com o single “You Will Never Know“, uma de minhas preferidas! Ela canta em inglês, belíssima pronúncia. Outra banda que gostei chama-se Mozart l’Opera Rock, uma opera rock francesa, composta por 50 integrantes, sobre músicas do compositor Wolfgang Amadeus Mozart. Era um musical que estreou em 2009 em Paris e continuou em cartaz até aquela época, em meados de Abril de 2011. Conheci eles através da música C’est Bintot La Fin, com um belíssimo clipe passado em Paris, na qual os integrantes passeiam pela cidade cantando, passando por vários pontos turísticos, como a Catedral doe Notre Dame em Montmartre, achei muito encantador! E como eu estava lá, fiquei super empolgado, me imaginando em Paris com aquelas roupas todas extravagentes hahaha

Já gostava dessas roupas e encenações teatrais graças à uma banda japonesa que já não existe mais: Malice Mizer. Vou misturar um pouco as nações, mas acho que vale a pena citá-las. Malice Mizer, uma banda de rock japonês do fim dos anos 90, segue aquele gênero musical já citado aqui, o Visual Kei. No caso, eles criavam personagens inspirados na ópera e no circo. Confira aqui o clipe Au Revoir pra sentir um pouco como seria essa vibe teatral num clipe musical. Tem muitas outras bandas de J-Rock que seguem esse caminho, mas Malice me encanta, por ter aquela androginia bonita dos integrantes, como Gackt, Mana e Kami. Este último, baterista da primeira formação da banda, morreu de aneurista no final dos anos 90, era um dos que eu mais gostava. Gackt continua na ativa, sempre se recriando como artista, recentemente lançou um clipe medieval, recontando as origens do Japão Feudal, muito lindo.

Voltando pra música tema do post, C’est Bintot La Fin, tem essa aura toda estimulante e bonita dos musicais. Pessoalmente não sou fã de musical, não tenho muita paciência de assistir um filme todo cantado, como Os Miseráveis e Moulin Rouge, mas aprecio a arte visual que eles têm. Queria muito ver filmes como Maria Antonieta, que mistura um tema antigo com músicas atuais. Acho muito legal esse conceito, pois consegue juntar dois temas tão diferentes, mas muito complementares! Soube que a banda Mozart l’Opera Rock não está mais ativa, queria muito ver uma apresentação deles, vou ficar de olho e esperando um possível retorno.



(Lyrics em francês)
Ce soir c’est le grand bal
Mets du fard sur tes idées pâles
On va faire tanguer les étoiles
Bien plus haut,
Bien plus haut, encore

Ce soir c’est le grand jour
Allons voir tomber les tambours
La fanfare des soldats de cour
Sonne faux
Sonne faux, encore

Allez viens
C’est bientôt la fin
De ce monde
Qui n’entend rien
Allez viens
Sonner le tocsin
Fais valser leurs vieux discours
Viens danser c’est notre tour

Ce soir c’est le grand soir
De velours nos rêves se parent
On accourt pour un nouveau départ
Bien plus beau
Bien plus beau, encore

Allez viens
C’est bientôt la fin
De ce monde
Qui n’entend rien
Allez viens
Sonner le tocsin
Fais valser leurs vieux discours
Viens danser c’est notre tour

J’ai bu l’amour
Au souffle amer
J’ai vu les tours
Tomber sur terre

J’ai vu l’or noir
Saigner la mer
Tous les regards
Vers l’éphémère

Je vois fleurir
Le jour nouveau
Je crois le rire
Du fou là-haut

Je veux saisir
Tous les mystères
Et m’affranchir
De l’éphémère

Ce soir c’est le grand bal
Mets du fard sur tes idées pâles
On va faire tanguer les étoiles
Bien plus haut,
Bien plus haut, encore

Allez viens
C’est bientôt la fin
De ce monde
Qui n’entend rien
Allez viens
Sonner le tocsin
Fais valser leurs vieux discours
Viens danser c’est notre tour

Allez viens
C’est bientôt la fin
De ce monde
Qui n’entend rien
Allez viens
Sonner le tocsin
Aimons-nous sur leurs décombres
Aimons-nous pour un nouveau monde

(Tradução)
It’s Soon The End

Tonight is the great ball
Put make-up on your pale ideas
We’re going to sway the stars
Much higher
Even much higher

Tonight is the great day
Let’s go and see the drums fall
The court’s military band
Sounds wrong
Sounds wrong, once again

Come on
It’s soon the end
Of this deaf
World
Come on
Sound the alarm
Send their old speeches flying
Come to dance, it’s our turn

Tonight is the great night
With velvet our dreams adorn themselves
We rush up towards a new start
Much more beautiful
Even much more beautiful

Come on
It’s soon the end
Of this deaf
World
Come on
Sound the alarm
Send their old speeches flying
Come to dance, it’s our turn

I’ve drunk the love
Whose breathing was bitter
I’ve seen the towers
Fall to earth

I’ve seen the black gold
Bleed the sea
All the looks
Turned toward ephemerality

I can see the new day
Bloom
I believe in the crazy man’s
Laughing up there

I want to grasp
All the mysteries
And free myself
From ephemerality

Tonight is the great ball
Put make-up on your pale ideas
We’re going to sway the stars
Much higher
Even much higher

Come on
It’s soon the end
Of this deaf
World
Come on
Sound the alarm
Send their old speeches flying
Come to dance, it’s our turn

Come on
It’s soon the end
Of this deaf
World
Come on
Sound the alarm
Let’s love each other on their ruins
Let’s love each other for a new world

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.