#26 Toki no Ressha (Kra)

Feliz Ano Novo pessoal!! Depois de um tempinho, voltei aqui para o blog para terminar essa seleção maluca do Top 50 J-Rock! Nesse período deu pra ouvir as bandas que tanto gosto novamente, e firmando de vez a parada hehe
Para começar 2015, trago uma das bandas que era fissurado numa época: Kra! Conheci através de um DVD comemorativo da PSCompany, achei um grupo interessante, o baterista tinha cabelo rosa e era o mais animado, fazendo caretas e girando a baqueta toda hora. Depois ouvi algumas músicas, selecionando as que eu mais tinha gostado, fazendo uma seleção, que seria meio o que ouço hoje… Dessa seleção, trado a música Toki no Ressha, uma de minhas favoritas!

Início: 2001 ~ em atividade
* Vocalista, Pianista : Keiyuh
* Guitarrista : Taizo
* Baixista : Yuhra
* Baterista : Yasuno
Ex-membro
* Guitarra: Mai (2010)

Uma boa mistura de pop, rock e muita animação, assim é a banda Kra (lê-se kê-ra) uma das principais representantes e talvez a mais importante banda do estilo Oshare-kei. Iniciado em 2001, a banda é uma das mais antigas ‘aquisições’ da grande gravadora de artistas independentes, a PS Company.
Tendo como seus principais trunfos, o excelente baixista Yuura e o vocalista Keiyuu que pode tanto cantar uma balada com uma voz suave, como uma música mais pesada, com uma voz rasgada, o Kra já está na estrada há mais de quatorze anos e cresce cada vez mais no cenário musical japonês.

Atualmente, em 2014, lançaram um novo album, vejo sempre eles fazendo alguma atividade, seja um show, ou lançando um novo single.
Outras faixas favoritas:
• Mutaku to Mutaku to
• extra kingdom
• artman

 

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.