#32 Kimi to Iu Hana (ASIAN KUNG-FU GENERATION)

O Asian Kung-Fu Generation formou-se em 1996 por Gotoh, Kita e Yamada. Ijichi juntou-se à banda mais tarde. Demoraram muitos anos para que a banda se tornasse popular.

O primeiro trabalho deles foi vendido exclusivamente pela internet. O primeiro álbum (lançado em 2000) era totalmente em Inglês. Em 2001, o grupo começou a anunciar a música Konayuki, enviando fitas para as estações de rádio. Foi um sucesso. Naquele mesmo ano, eles também lançaram um segundo álbum indie, desta vez com letras Japonesas.
Em 2002 o Asian lançou um mini álbum, o Houkai Amplifer. Foi um sucesso imediato, com recordes de vendas. Durante o ano seguinte, eles fecharam um contrato para usar Haruka Kanata como abertura do anime Naruto. A partir daí, o Asian alcançou sucesso mundial.
Em 2003 foram lançados dois singles, Kimi to iu Hana e Mirai no Kakera, e também o primeiro álbum completo da banda, Kimi Tsunagi Five M.


No dia 11 de Março de 2004, o Asian ganhou o prêmio “Best New Artist Video” (Melhor Videoclipe) no Space Shower Music Video Awards. Este prêmio foi para o clipe de “Kimi to iu Hana”. Neste mesmo ano foram lançados mais três singles. Um deles, “Rewrite”, se tornou a quarta abertura do anime “Full Metal Alchemist”. Os singles Siren e Loop & Loop permaneceram dois meses no top mensal da revista Oricon. Durante o verão de 2004, eles se apresentaram em oito festivais de música diferentes. Também em 2004, foi lançado o segundo álbum Sol-Fa e o primeiro DVD. O Sol-Fa vendeu cerca de 500.000 cópias.
Gosto muito do segundo e do terceiro album dessa banda, não consigo gostar de seus outros/recentes lançamentos… Talvez pela mágica da época, que eu achava tudo novidade, tudo novo… Talvez eu ache que hoje é mais do mesmo… Trago KIMI TO IU HANA, uma de suas faixas mais divertidas.

A Flor Chamada Você
No desespero da espuma transparente
Meu coração torcido deu uma volta
Sempre perdendo algo
Uma história hesitante
Então saberemos hoje
Movendo-se para frente de algum jeito, sem significado
Em nossos desejos transparentes
Uma história hesitante
De repente, tudo foi esmagado
 
Meu coração está se tingindo, torcido
Movendo-se para frente de algum jeito, sem se preocupar
Por quanto tempo vamos perder as coisas?
Uma história hesitante
Você conhece minha verdadeira face que eu estava escondendo
Movendo-se para frente de algum jeito, sem significado
Em nossos desejos transparentes
Uma história hesitante
 
De repente, tudo foi esmagado
De repente, estava dançando com o vento
Uma gota brilhando em seus olhos
Ah, trovão no céu azul
Se existe somente a dor, então está dividida entre nós, é isso aí
A cor de nós dois
Até nossa respiração branca se acabar
Na estrada pela qual voamos
Do topo de uma colina, eu vejo uma flor chamada “você”
Que floresceu na cidade, e vai florescer de novo…
 
De repente, tudo foi esmagado
De repente, estava dançando com o vento
Uma gota brilhando em seus olhos
Ah, trovão no céu azul
Se existe somente a dor, então está dividida entre nós, é isso aí
A cor de nós dois
Até nossa respiração branca se acabar
Na estrada pela qual voamos
Do topo de uma colina, eu vejo uma flor chamada “você”
Que floresceu na cidade, e vai florescer de novo…

Em uma cor como a sua…


Outras faixas favoritas:
• Mirai no Kakera
• Rewrite
• Loop & Loop
chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.