JULY 2015 – DO ANDROIDS DREAM OF ELECTRIC SHEEPS?

A seleção de Julho remete aos meus tempos de infância. Recentemente visitei o Templo Zu Lai (na verdade é a segunda vez que eu visito este lugar, como vocês confiram em Agosto de 2014). Um lugar lindo, cheio de paz, prosperidade e esperança, que prega e incentiva a prática  do Busidmo Humanista. O Budismo Humanista não é um novo tipo de budismo, mas apenas um nome utilizado para ressaltar as lições essenciais do Buda: a sabedoria e a compaixão. Esses ensinamentos remetem-nos, invariavelmente, à vida dos outros seres sencientes. Não compreender a unidade entre natureza humana e natureza búdica é não compreender os ensinamentos do Buda.

Este Templo Zu Lai fica em Cotia, São Paulo, eu tinha parentes que moravam por ali e passei a minha infância visitando aquela região. Lembro de grandes árvores, do cheiro de mato, do lago que tinha no final da trilha, das fogueiras que fazíamos no inverno, das festinhas com os amigos da rua e a primeira vez que comi fondue, é bobo, mas essas lembranças construem a nossa vida e caráter. Naquela época, em 1994 mais ou menos, éramos viciados em Nirvana, Bon Jovi, Madonna, Simply Red e as bandas que estavam fazendo sucesso nessa época.

Templo Zu Lai

Consegui finalmente o livro “Andróides sonham com ovelhas elétricas?”, um romance de ficção científica de 1968, escrito por Philip K. Dick, que inspirou o filme Blade Runner (1982), um dos meus Top 5! Fiquei bem empolgado em ter estes livros em mãos, faz tempo que não tenho essa sensação de querer ler um ótimo livro! Sei que não tem nada a ver o budismo com os androides, mas são fatores que inspiraram muito recentemente… Gosto de registrar os momentos aqui. Quero passar nessa setlist um pouco do sentimento zen e eletrônico, um mix de emoções.

No começo de Julho tivemos o Festival “Tanabata Matsuri”, um dos festivais mais tradicionais da cultura japonesa, que celebra o amor de dois jovens e que sempre ocorre no Bairro Liberdade em São Paulo. Fui conferir brevemente este ano, estava um dia chuvoso, cinza, frio, mas não perdeu o seu charme. Segundo uma antiga lenda, Orihime, uma princesa da Via-Láctea se apaixonou por Kengyu e logo depois iniciaram um romance. A paixão foi grande e os dois esqueceram das obrigações que deveriam fazer. O pai da princesa ficou aborrecido com a falta de responsabilidade e tomou a decisão de separar os dois, enviando cada um foi para um lado oposto do local em que moravam. Após a separação, a princesa ficou sofrendo e para tentar amenizar a tristeza da filha, o pai Celestial permitiu que o casal se encontrasse todos os anos no sétimo dia do mês sete, com a condição de que todos os pedidos que chegavam da Terra fossem atendidos. Este é um dos principais motivos que levam o Tanabata Matsuri a ser realizado, na maior parte das vezes, no dia 07 de julho. Neste festival temos uma cerimônia xintoísta, taikô, apresentações de dança, concursos e muita música japonesa.

Tanabata Matsuri

Neste mês cai num conflito interessante, vejo que muito amigos utilizam rádios online para ouvir música. Como sempre digo aqui, gosto de ouvir pelo Deezer, mas vejo que o Spotfy faz muito sucesso também. É legal ver como essas coisas se desenvolvem… Há uns anos, baixávamos músicas através do Megaupload, Mefiafire, 4Shared e etc, depois migramos para os torrents, e hoje, essas rádios online. Não encontro mais nenhum álbum que eu queira baixar nos torrents, fico feliz em sincronizar para o meu celular os novos lançamentos, é um jeito legal de economizar memória do celular também hehehehe.

Estou baseando neste conceito de música online para criar as minhas setlists mais recentes… Faço isso há um ano já (segundo vi no aplicativo TimeHop hahahaha), é um jeito novo de se escutar música, estou curtindo muito! Eu sigo as recomendações do Deezer para ouvir, eles sempre acertam o meu gosto musical, mas confesso que sinto falta dos meus J-Rock, tão presentes aqui no blog antigamente. Estou fazendo back-up de meus DVDs antigos de músicas, colocando em um HD, artista por artista, álbum por álbum, sinlge por single, está ficando tudo organizadinho, apagando as réplicas, ou mp3 de baixa qualidade e procurando novamente… DIR EN GREY, LUNA SEA, L’Arc~en~Ciel, GLAY, MIYAVI, GACKT, BUCK-TICK, todas as minhas bandas japonesas preferidas estão ficando organizadinhas, bonitinhas, não vejo a hora de colocar no celular para reouvir tudo, na ordem cronológica certa hehehe (gostaria que tivesse no Deezer também).

Voltando um pouco para o setlist de Julho de 2015, trouxe as faixas que mais ouvi recentemente, como a banda Years&Years, David Guetta, Linkin Park, Dragonette, drags do RuPaul e novos lançamentos de bandas dos anos 80, como a-há e Duran Duran. Está bem diversificado, bem divertido, recomendo ouvir em uma caminhada, ou cozinhando (o que tenho feito bastante em casa recentemente). Espero que gostem!

07-July-2015

JULY 2015 – DO ANDROIDS DREAM OF ELECTRIC SHEEPS?
01. Vangelis – Damask Rose
02. The Human League – Together in Electric Dreams
03. Nirvana – Lounge Act
04. Linkin Park – Rebellion
05. Vamps – Get Away
06. Years & Years – Shine
07. Kygo – Firestone
08. Muse – Mercy
09. David Guetta – Dangerous (Feat. Sam Martin)
10. Rihanna – Question Existing (The Wideboys)
11. Dragonette – My Legs
12. Robyn – Include Me Out
13. Gossip – Get a Job
14. Atlas Genius – Molecules
15. Daft Punk – Robot Rock
16. Phillip Phillips – Fly
17. Manu Chao – Mentira
18. Kim Wilde – Kids in America
19. a-ha – Under the Makeup
20. Duran Duran – Pressure Off (Feat. Janelle Monáe)
21. Rupaul – Modern Love
22. Violet Chachki – Bettie
23. Alaska Thunderfuck – This Is My Hair
24. Laid Back – White Horse (Ida Corr Remix)
25. Placebo – Saturday Night
26. The Radio Dept. – Occupied
27. Deep Forest – Desert Walk

Duração: 1 h e 54 m

Ouça online, clique aqui.

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.