[COMICS] Homem-Máquina (Panini Comics)

Meu primeiro review de uma HQ! Começando com o pé direito, selecionei uma edição que está nas bancas atualmente, o encadernado do Homem-Máquina, lançada pela Panini Comics em Janeiro de 2016. Coincidentemente, a história original foi publicada em Primeiro de Outubro de 1984 nos Estados Unidos, a data de meu aniversário! Já gostei logo de cara.

home maquina panini comics capa

Falando mais sobre a HQ, ela tem o roteiro de Tom DeFalco, esboços de Herb Trimpe e Arte-Final/Cores do incrível Barry Windsor-Smith. A arte é super detalhada, dá muito gosto de olhar cada quadrinho, perceber seus detalhes e ver como a história se desenrola bem. Personagem criado por Jack Kirby em 1977 para a edição 8 da revista 2001 – Space Odyssey.

Homem-Maquina-Marvel-Comics-Chasefaster-01-02

O ambiente da história é situado em 2020, onde a tecnologia está presente em todos os lugares e quem está no poder seria justamente os detentores desses avanços tecnológicos. Desativado desde 1985,  o Homem Máquina acorda nessa época através dos Sucateiros da Madrugada, que percorrem a cidade atrás de lixo industrial para revender peças reaporveitáveis. Numa das caixas que os sucateiros mexem, estava o Homem-Máquina desativado e com suas memórias vividas com os maiores heróis da Terra, os Vingadores, no passado.

Eles conseguem remontá-lô e o androide lamenta o futuro que vê. É questão de tempo até que a Baintronics se dá conta do material perdido e começa toda a trama. Apesar de ser uma máquina, o Homem-Máquina tem sentimentos, parece muito humano, apesar de seu corpo cibernético. Destaco os membros da equipe dos Sucateiros, Cérebro, Velô, Ranza e Expér, este último com uma maquiagem BEM FUTURISTA hahahaha Me lembra os vândalos da história Cavaleiros da Trevas de Frank Miller. Nesse futuro eles topam com pessoas do passado do Homem-Máquina e o perverso Homem-de-Ferro 2020, Arno Stark, suposto herdeiro de Tony Stark.

Homem-Maquina-Marvel-Comics-Chasefaster-03-04

É muito legal esse cenário futurista criado pelo pessoal dos anos 80. Eles imaginavam que o século XXI teria carros voadores, chuveiros automáticos de vapor, androides, robôs e toda uma piração legal! É curioso ver a cabeça do Homem-Máquina sem o capacete, tem fiozinhos que tinham nos nossos computadores de antigamente, lembra? Aqueles fios grossos e coloridos, em espiral, parecendo de telefone. Detalhes riquíssimos sob a arte de Herb e Barry.

Um adendo nostálgico e oitenteiro, lembro quando essa história foi publicada no Brasil pela primeira vez! Através da Editora Abril, nas edições de Heróis da TV de 1987/88. Aquele nostálgico formatinho comprometia muito a arte, muitos detalhes passavam desapercebido. Olhando agora em formato maior, é uma bela obra de arte. Gosto muito dessa tecnologia pop colorida, me perdoem os termos hehehe.

Corre pra banca! Essa leitura é fundamental!

Herois da TV Editora Abril

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.