[TEATRO] Slava’s Snow Show

Tive o prazer de assistir ao espetáculo “Slava’s Snow Show”, uma apresentação bem diferente, misturando conceitos de teatro, arte e mundo do circo. Idealizado em 1993, pelo russo Slava Polunin, o show apresenta um enredo simples sobre a vida, a morte e a beleza das coisas. Comandada por sete palhaços, eles utilizam a terapia do riso na platéia, com movimentos e trejeitos que arrancam gargalhadas em vários momentos.

Slava Polunin é considerado o melhor palhaço do mundo e ele defende que rir é o melhor remédio, e estando ali vivenciado tudo isso, pude comprovar essa maravilhosa fórmula. Funciona! Os palhaços faziam coisas simples, como cair da cadeira, mas era num estilo tão grande, em repetição, luz projetada, uma sincroniza incrível, a cena se tornava impecável e era impossível você não rir. Com movimentos oras sutis, ora exagerados, os palhaços foram arrancando gargalhadas da platéia.

boat-v-slava-snow-show

Com expressões faciais e movimentos corporais, os palhaços levaram o público a gargalhadas usando a técnica do clown contemporâneo, usando a técnica espelho, ou seja, você se enxergava neles. Apostavam em atrapalhadas do cotidiano, como trombar com uma pessoa, tropeçar, cair da cadeira, deixar cair alguma coisa. Se você for ver, é relativamente simples, mas é tão bem planejado… Essas atrapalhadas me lembraram do Carlitos, do Charles Chaplin, ou até mesmo do nosso querido Chaves de Roberto Bolãnos.

Somado a incrível show de luzes, borrifadas de água aleatórias, bolhas de sabão invadindo o palco, bolas brilhantes e uma bela névoa de  gelo seco, os elementos teatrais ficaram ainda mais elegantes e rebuscados, que deixaram a plateia encantada e vibrante. A todo momento alguma coisa acontecia, seria andar dentro de uma bolha, observar uma bola de luz indo para o teto, o palhaço que levava um balãozinho para passear ou ficar ao menos preso numa suposta teia de aranha.

moon-clown-in-ball-slava-snow-show_

Achei essa parte surpreendente inesperada, assim que ele se livra da rede, desce uma outra rede gigante do teto e envolve a plateia, fazendo com que vicê, espectador, faça parte do show. O objetivo era passar a rede para trás, meio como se você tivesse que tirar aquela rede de sua cabeça. Todo mundo rindo e divertindo, uma experiência bem diferente.

O espetáculo tem duração de 120 minutos, e no intervalo entre os atos, os palhaços passaram na platéia, brincando, jogando água, subindo no colo, mexendo com as pessoas, achei bem engraçado, parecia que eu estava no circo. O tesão mesmo ficou para o final, quando num show de performance solo, o palhaço começa a rodar um tecido gigante e detrás dele estoura uma parede e sob a velocidade do vento, milhões de papéis picados voam em direção à platéia. Preciso falar a minha reação nessa cena, super não esperava isso, foi MUITO LINDO. Sob o alto e bom som de Carmina Burana, aquela cena me encantou, me senti uma criancinha de 7 anos, juntamente com as outras que estavam lá, fiquei somente olhando, sem me mexer, admirado, sob o efeito “catártico”.

storm-with-drape-a-slava-snow-show

Já não bastasse minha alegria e êxtase daquele momento, de ter visto algo tão lindo e forte, após os aplausos, os palhaços jogaram bolas gigantes no público, fazendo a interação da platéia. Rapidamente já estava ali de pé querendo bater naquelas bolas gigantes. Famílias inteiras estavam fazendo o mesmo, foi bem gostoso, naquele breve momento do final, me sento parte da apresentação. Um fato curioso foi o posicionamento dos palhaços. Agora eram eles que estavam paradinhos nos olhando. Após bater em tantas bolas, pegar umas bexigas e dar pra umas crianças que estavam correndo atrás delas (hahahahaha), percebi que os palhaços foram pra plateia, interagir, abraçar, tirar foto, lustrar a cabeça dos carecas (ainda bem que eu estava de gorro hahahahaha). Muito fofo!

chasefaster-look-slava-snow-show

chasefaster-slava-snow-show

Slava’s Snow Show está em cartaz há mais de 20 anos, já fizeram cinco mil apresentações, cinco milhões de espectadores, 120 cidades de trinta países de todos os continentes. Parece que ainda estão em turnê. Essa deve ser a terceira vez que eles vieram para o Brasil. Confesso que não conhecia e fiquei bem surpreso com tudo. Recomendo muito, é um show para toda a família! Estará em cartaz em São Paulo até dia 08 de Maio de 2016, no Teatro Bradesco, do Shopping Bourbon.

stilts-in-dark-blue-slava-snow-show

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.