[EXPO] João Turin, escultor (Pinacoteca)

João Turin escultor

O Pai do Paranismo, a valorização da fauna, da flora e da cultura indígena!

Neste sábado (04/06) conferi a exposição “João Turin, escultor” na Pinacoteca do Estado de São Paulo. A expo apresenta uma parte do acervo do artista brasileiro João Turin (1878-1949), um dos criadores e principal representante do movimento estético “Paranismo”, surgido em Curitiba em 1920. O Paranismo valoriza o indígena, a fauna e a flora regional.

João Turin nasceu em Porto de Cima, município de Morretes, região serrana do Paraná. Tinha interesse e habilidade para as artes e já brincava com argila desde criança. Aos 27 anos ingressou na Académie Royale dês Beaux Arts de Bruxelas, na Bélgica e depois migrou para estudar em Paris. Ficou estudando e produzindo na Europa entre 1905 e 1922. Neste período conheceu o escultor Victor Brecheret entre outros artistas. Nessa época ele enfrentou grandes dificuldades financeiras para sobreviver neste país.

Voltando para o Brasil na década de 1920, se instalou no Paraná onde se dedicou às suas esculturas de anatomia humana e animal, foi um período muito produtivo onde criou muitas obras e deixou um belo acervo em seu ateliê. Uma de suas obras mais famosas é a “PIETÁ”, uma escultura de baixo-relevo, criada para a igreja de Saint Martin, em Calvados, baixa-Normandia na França. Pietá é uma homenagem aos soldados e cidadãos mortos na Guerra de 1914. Ela representa a cena de Jesus recém saído da cruz no colo de Virgem Maria. Essa cena é bem expressiva e bem chocante. Essa Pietá ainda está exposta na igreja, mesmo depois do bombardeiro de 1944 em Normandia. A igreja ficou bem danificada, mas esta obra saiu intacta!

João Turin escultor

Pietá de João Turin

Em 2014 foi montada a exposição “João Turin – Vida, Obra, Arte” no Museu Oscar Niemeyer, Curitiba, com cerca de 130 esculturas em baixo-relevos, pinturas, cartas, documentos, fotos e acessórios de trabalho do artista. Algumas peças desta mostra, cerca de 50 obras, foram expostas na Pinacoteca. Além das esculturas e desenhos, achei muito interessante os dois vestidos ali expostos, com a temática paranista, sendo que Turin inspirou o estilista a criar uma roupa baseada na fauna e na flora paranaense.

“A circunstância de a exposição ter lugar na Pinacoteca do Estado, reconhecidamente um dos mais prestigiosos museus do país, desde logo evidencia a importância da obra de Turin e contribuirá para consolidá-lo como um dos mais originais escultores brasileiros do seu tempo”, segundo José Roberto Teixeira Leite, o curador desta exposição.

expo joao turin escultor pinacoteca

Sala da Pinacoteca

Logo na entrada da sala da expo, ao lado direito, temos uma imponente escultura: o “Índio Guairacá”, com 1,23m de altura, em bronze. Um índio com arco-e-flecha ao lado de um logo-guará.

expo joao turin escultor pinacoteca

“Lobo-Guairacá / Meus filhinhos”

Outra obra que me chamou muito a atenção foi “Luar do Sertão” (Moonlight in the Hinterland, 1947), uma onça de bronze em quase escala de tamanho real. Os seus detalhes são impressionantes, parece que jogaram um balde de bronze líquido em cima do animal. Não pude deixar de lembrar do Panthor, estimado animal de estimação do vilão Esqueleto, do desenho animado dos Anos 80 He-Man e os Mestres do Universo. Enxerguei ali o belíssimo animal roxo, soltando um feroz rugido, em algum lugar do tempo-espaço. Lindo demais!

expo joao turin escultor pinacoteca

Selfie com o Luar do Sertão 🙂

Frases do artistas estavam gravadas na parede da sala, citações inspiradoras como:

“É melhor errar procurando alguma coisa de novo, do que se perpetuar na rotina. A glóriaa da França de hoje é a revolução feita por alguns espíritos que reformaram a literatura, a música, a pintura e outras modalidades estéticas. Mas não esqueçamos que, mesmo para renovar, é preciso cultura, muita cultura. Os literatos, poetas, pintores e escultores modernistas ddvm possuir vastos conhecimentos técnicos de seus ramos de arte. Cultura, muita cultura! Porque fazer modernismo não é fazer uma obra fútil ou disparatada.”

Fiquei ali lendo essa frase e pensando na vida, sábias palavras! Dá para refletir muito! Turin criou peças muito interessantes sobre a vida indígena, peças robustas, cheias de detalhes, achei muito bonito e inspirador! Um artista valorizando a nossa querida fauna e flora brasileira, tão impecavelmente bem feitos e cheia de bagagem cultural! Muito bom!

expo joao turin escultor pinacoteca

Infelizmente esta mostra acabou neste domingo dia 05 de Junho de 2016. Como fui no Sábado, a Pinacoteca estava bem cheia, com muitas pessoas falantes, tirando foto, conversando sobre as obras, gostei muito desse clima! Adoro quando isso acontece! Mais informações sobre o artista João Turin em seu site oficial!

 

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.