[TEATRO] O Homem do Destino (Teatro Aliança Francesa)

Uma história sobre uma carta roubada, em plena Revolução Francesa, “O Homem do Destino” relata uma crônica de Napoleão Bonaparte após a vitória na Batalha de Lodi, em 1796.

“O Homem do Destino” estreou no Teatro Aliança Francesa nesta sexta-feira (17/06/2016), com texto de Bernard Shaw. A história se passa em 1796, durante a Revolução Francesa. Dois dias após a vitória francesa sobre os austríacos na batalha de Lodi, Napoleão Bonaparte, se sentindo vitorioso merece um descanso em uma pousada.

Encubido de lhe entregar suas correspondencias, o Tenente relata a Napoleão que tinha sido roubado por um homem bem charmoso e sedutor. Começa um trama de mistérios e estratégias entre Napoleão e a intrigante Dama Misteriosa. Com texto do dramaturgo irlandês, Bernard Shaw e direção da cineasta Caroline Fioratti, a peça tem vários jogos de palavras entre as forças antagônicas.

O-HOMEM-DO-DESTINO-02-Sergio-Mastropasqua-Patricia-Pichamone-Guilherme-Gosrski-e-Luti-Angelelli-foto-Ronaldo-Gutierrezjpg

A peça se passa em um único ato e é uma comédia produzida pelo Círculo de Atores. A história conta com quatro personagens: Napoleão (Sergio Mastropasqua), a Dama Misteriosa (Patricia Pichamone), o Estalajadeiro (Luti Angelelli) e o Tenente (Guilherme Gorski).

O cenário é bem bonito e te faz pensar que realmente está ali na Revolução Francesa. O figurino também é bem lindo. Por se passar no Teatro de uma escola de francês, fiquei esperando a todo momento por alguma passagem ou diálogos em francês, já estava ali pensando “será que vou entender?” hahahaha Mas nada. Fiquei bem encantado com a Dama Misteriosa, uma personagem bem forte e complexa, que caminhava pelo palco como se fosse a graciosa Rainha Branca (de Alice no País das Maravilhas).

O HOMEM DO DESTINO 21 Sergio Mastropasqua e Patricia Pichamone

Os personagens masculinos são bem fortes, presentes, com vozeirão marcante, como Napoleão, que sempre dava uns tapas na mesa revoltado com o assunto que lhe era abordado. A história em si é sobre uma carta roubada, que era destinada a Napoleão, mas dão um jeito de roubar este artefato. Tudo gira em torno deste roubo, que acaba virando um golpe de mestre bem inusitado!

É uma peça que se passa em um único ato, claro, revezando os atores no palco, acho isso tão legal, vê-los ali, dando o melhor sempre, com aquele brilhando no olho, atuando! Parabéns, a peça está muito linda, com muitas pitadas de humor! Recomendo!

A peça fica no ar de quinta a sábado, 20h30 e domingo às 19h até dia 7 de Agosto, no Teatro Aliança Francesa, da General Jardim, pertinho da Av.Consolação e Praça da República, aqui em São Paulo. Dia 14 de Julho terá uma apresentação gratuita para comemorar a Festa Nacional Francesa (o Dia da Bastilha)!

Fotos de Ronaldo Gutierrez

OHDD 3 - Foto de cena em baixa

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.