[TEATRO] TÉRMINO DO AMOR (Viga Espaço Cênico)

Estreou nesta terça-feira, dia 12 de Julho, a peça “Término do Amor” do dramaturgo francês Pascal Rambert e direção de Janaína Suaudeau no Viga Espaço Cênico. Esta peça já ganhou o prêmio CNT (Centro Nacional de Teatro) de literatura dramática francesa em 2012, após ter estreado no festival Avignon. Término do Amor já foi traduzida para vinte línguas em cinco anos e esta é a primeira apresentação no Brasil.

Esta peça retrata o final de um relacionamento, de um jeito diferente, cada ator explica o seu motivo do término de uma vez só, sem um diálogo interativo. Um jeito diferente de se pensar em apresentar um término, dois diálogos e serem ouvidos e refletidos. No elenco, Carolina Fabri e Gabriel Miziari evocam os diálogos da perda, com muita intensidade.

De fundo somos presenteados por uma trilha sonora ao vivo, na bateria, Pedro Gongom acompanha os diálogos da peça com seu ritmo. Em ambos os diálogos, percebo uma intensidade diferente nas batidas, bem interessante.

© Joao Caldas Fº

© Joao Caldas Fº

O cenário é simples, mas plausível, três passarelas, duas para os atores e uma para o músico. Gostei do fato de ter as estrelas no alto, pude conferir sem ter cabeças na minha frente, bem pensado. A cada diálogo, eu ia refletindo sobre as palavras ali ditas. Achei o texto bem pesado.

No início da peça, vemos os atores interagindo entre si, se tocando, dançando, de um jeito leve e oras delicado, bem bonito esse comecinho. Depois disso, cada um sobe numa passarela e começam os “monólogos”. Gabe explica os seus motivos, em seguida Carol reflete e retruca. É um diálogo distante bem consciente entre eles. Eu parava certas horas para refletir sobre a minha vida pessoal, afinal, quem já não passou por um final de relacionamento?

A estreia estava bem cheia, com pessoas de várias idades e gêneros, a peça tem 90 minutos de duração, tem apresentações de terças, quartas e quintas às 21h no Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323), fica em temporada até 25 de Agosto.

Fotos de João Caldas

© Joao Caldas Fº

© Joao Caldas Fº

chasefaster

chasefaster

Me chamo Edu D’Angelo, mais conhecido como Chase Faster! Nasci em Outubro de 1984 (Libra com ascendente em Libra) e sou um Proudly Nerd assumido! Sou apaixonado pelo universo Geek (Action Figures, Comics, Animes, Filmes dos Anos 80, Seriados antigos, Teatro, Circo, Exposições e Shows) e desde 2006, crio um Setlist mensal com as músicas que mais ouvi naquele mês. Dez anos depois, estou aqui relatando tudo o que venho vivenciado por São Paulo, com muita nostalgia oitentista.